Formação de subalternos

Somos dependentes de “educadores”; sem estes, estamos condenados à ignorância! Parece indiscutível que carecemos de educação, mas, necessariamente de “explicadores”? A educação depende sempre de um terceiro, um mestre, que nos abrirá os olhos para a realidade e aprendizagem? Sem isso não há progresso intelectual? Paulo Freire, entre nós, defendia a Educação como um atoContinuar lendo “Formação de subalternos”

O estado de ilusória vigília no qual vivemos

Rabindranath Tagore, nascido num 7 de maio, foi poeta, educador, escreveu cantos, óperas-balés, romances, peças de teatro, novelas, ensaios e, depois dos 60 anos se pôs a pintar. Foi o primeiro não-europeu a ganhar o Nobel de Literatura. Chegou a fundar uma escola, que chamou de a “morada da paz”. Seu sistema educacional não eraContinuar lendo “O estado de ilusória vigília no qual vivemos”

Como o neoliberalismo vê o povo

“A democracia é apenas a substituição de alguns corruptos por muitos incompetentes”; “…é um sistema que faz com que nunca tenhamos um governo melhor do que merecemos”, dizia Bernard Shaw (que não viveu no Brasil). Há pouco tempo um ministro criticou o fato de que houve um período em que “Era todo mundo indo paraContinuar lendo “Como o neoliberalismo vê o povo”

Todo aprendizado provém do erro

Como aprender sem tentar e, correr o risco de errar? O sistema educacional em geral não aceita erros, só acertos. Provas, exames, notas … o tormento dos alunos e, traumas dos adultos. Mensagem errada. Reprodução de saberes requer apenas memorização e significa a perpetuação do já estabelecido; o louvor ao estático. O mundo nada temContinuar lendo “Todo aprendizado provém do erro”

Educação do atraso

Educação não é prioridade por aqui. Neste governo tivemos um ministro que durou três meses, o Breve; depois, um que imaginava que assumira o ministério da Propaganda, e agora um terceiro – acho que chama-se Ribeiro, abaixo. “A crise da Educação no Brasil não é uma crise; é um projeto“, constatava outro Ribeiro, o Darcy.Continuar lendo “Educação do atraso”

Educação por reguadas

“Quando eu nasci, as frases que hão de salvar a humanidade já estavam todas escritas. Só faltava uma coisa: salvar a humanidade.” (José de Almada Negreiros) Curar a infância (trecho), de Valter Hugo Mãe (…) Na mesa da professora, por hábito, ficava apenas a régua preferida, uma menos domingueira, mais normal ou habituada ao trabalho.Continuar lendo “Educação por reguadas”

Tistu

“… havia, no entanto, um menino a quem todos chamavam Tistu…” Muitos conhecem sua história, criada por Maurice Druon, ex-ministro da Cultura da França. “Se só viemos ao mundo para ser um dia gente grande, logo as ideias pré-fabricadas se alojam facilmente em nossa cabeça, à medida que ela aumenta. Essas idéias, pré-fabricadas há muitoContinuar lendo “Tistu”

“Eu acredito que a educação deve ser concebida como uma reconstrução contínua, que o processo e o objetivo da educação são iguais.” (John Dewey)

Tara Westover obteve, em 2014, o título de doutora aos 27 anos de idade, na Universidade de Cambridge – uma das mais prestigiadas do mundo. Não é fácil, é para poucos, mas, o estranho é que ela não teve qualquer educação formal na infância ou feito o ensino médio. Tara era a mais nova entreContinuar lendo ““Eu acredito que a educação deve ser concebida como uma reconstrução contínua, que o processo e o objetivo da educação são iguais.” (John Dewey)”

“Você gostaria que seu filho se tornasse um professor?” (Andreas Schleicher)

Não tenho dados para afirmar qual seria a maioria das respostas, mas posso opinar. Acho que poucos desejariam que houvessem professores na família. Há países, entretanto, em que professor é mais respeitável do que muitas outras profissões. E os melhores a preferem. A Coreia do Sul, por exemplo, onde os professores são tratados com grandeContinuar lendo ““Você gostaria que seu filho se tornasse um professor?” (Andreas Schleicher)”

“São os professores, somente eles, quem libertam os povos e transformam as coletividades em verdadeiras nações.” (Mustafa Kemal Atatürk)

Mustafa Kemal Atatürk, foi marechal e revolucionário turco. Fundou a República da Turquia, após o fim do Império Otomano. Atatürk era iluminista e positivista, como a maioria de nossos militares, “fundadores” de nossa república. E, era uma referência para os “tenentes” da década de 1920, que entendiam que os interesses do país e os dasContinuar lendo ““São os professores, somente eles, quem libertam os povos e transformam as coletividades em verdadeiras nações.” (Mustafa Kemal Atatürk)”