Noosfera

Teilhard de Chardin era um teólogo, mas também um cientista evolucionista e, de certa forma, um pensador do futuro. Entendia que a história do pensamento resultaria na formação de uma “esfera” pensante sobre a Terra, a ‘noosfera’. “A partir da gênese da Vida no Mundo, as primeiras formas viventes manifestaram-se em Complexidade orgânica e emContinuar lendo “Noosfera”

Nossas amazonas

1541. Francisco Pizarro era o governador do Peru e seu irmão, Gonzalo Pizarro era obcecado com as histórias de El Dorado. Gonzalo resolveu fazer uma expedição para encontrá-lo. Ele ficou vagando por meses nos contrafortes orientais dos Andes, já entre densas florestas. Sem mantimentos, seu primo Francisco de Orellana, o segundo no comando, propôs dividirContinuar lendo “Nossas amazonas”

Pensar verde

O Banco Central introduziu “Sustentabilidade” como a quinta dimensão da sua Agenda. O Bacen toma a frente e nos coloca na fronteira da regulação financeira. O presidente possivelmente não sabe disso, como não sabia da implementação do PIX, há muitos anos implantado noutros países.  As quatro primeiras dimensões são inclusão, competitividade, transparência e educação. “SustentabilidadeContinuar lendo “Pensar verde”

“Não será comprada”

Chegamos ao ponto de, reiteradamente, a saúde pública ser um joguete político. O presidente afirmou hoje que a vacina Coronavac, desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantã, “não será comprada” pelo governo brasileiro. O atual presidente apela para argumentos ideológicos. Tenta criar uma nova ‘guerra fria’ – agora entre o Ocidente cristão-democrático eContinuar lendo ““Não será comprada””

O direito à propriedade privada deve ser subordinado “ao destino universal dos bens da terra e, consequentemente, o direito de todos ao seu uso”

No dia 3 de outubro, o papa Francisco divulgou sua encíclica Fratelli Tutti, sobre a fraternidade e a amizade social. Ela é inspirada em São Francisco, que morreu num 3 de outubro, 794 anos atrás. “São Francisco, que se sentia irmão do sol, do mar e do vento, sentia-se ainda mais unido aos que eramContinuar lendo “O direito à propriedade privada deve ser subordinado “ao destino universal dos bens da terra e, consequentemente, o direito de todos ao seu uso””

O que o Renascimento deve à China

Zhu Di foi o terceiro imperador da dinastia Ming; reinou de 1402 a 1424. Ele inicialmente aceitou a nomeação que seu pai fizera para sua sucessão: seu irmão mais velho, Zhu Biao e, depois, seu sobrinho Zhu Yunwen como príncipe herdeiro. Entretanto, quando Zhu Yunwen ascendeu ao trono como imperador de Jianwen começou a executarContinuar lendo “O que o Renascimento deve à China”

Queimando nosso futuro

Em cinco décadas (1970 a 2016), a vida selvagem encolheu 68%! É a sexta extinção em ritmo exponencial. Razões: degradação ambiental e ação humana. O homem dominará desertos? Não, a espécie pagará o preço. O declínio mais acentuado ocorreu na América Latina: 94%! O estudo, do Fundo Mundial para a Natureza (WWF), está aqui: (https://www.dw.com/pt-br/mundo-perdeu-68-dos-animais-selvagens-em-menos-de-50-anos-aponta-wwf/a-54881584)Continuar lendo “Queimando nosso futuro”

Incentivo não é o mesmo que motivação

Fred Herzberg estudou por muito tempo a motivação no trabalho. Chegou a um esquema que chamou de “Teoria dos dois fatores” que distingue dois grupos que a influenciam, um externo às pessoas e um interno. Aos externos, intitulou “fatores de higiene ou extrínsecos”; aos intrínsecos, “fatores de motivação”. Os de higiene, ou elementos de trabalho,Continuar lendo “Incentivo não é o mesmo que motivação”

Significado na vida

Clayton Christensen foi o autor de ‘O Dilema da Inovação‘, que introduziu a noção de ‘inovação disruptiva‘, no final dos anos 90. Todos conhecem o conceito. Não vou falar sobre isso, mas sobre um livro que lançou em 2011: “Como Avaliar sua Vida?“. Um ano antes, ele já estava lutando contra um linfoma, semelhante aoContinuar lendo “Significado na vida”

“Haverá canto” (poesia de Juliana Spahr)

Durante esses dias,Eu acordava e minha cabeça doíae então eu percebia que no meu sonhoEu dizia a mim mesma que deveria escrever um pouco de poesia.Mas meus sonhos nunca me explicavam por quê.Ou como.Como cantar nestes tempos sombrios?É verdade que estou há muito tempo com a poesia.Desde adolescente.Esses amores de muitos anos e nossos corposContinuar lendo ““Haverá canto” (poesia de Juliana Spahr)”