Intolerância política

O mundo material, feito de átomos e moléculas, de coisas que podemos tocar e cheirar, está se dissolvendo em um mundo de informação, de não-coisas. Aceleradamente!

Com a disseminação das redes sociais e do acesso à internet, acreditei que caminharíamos para uma “democracia direta”, em tempo real, plebiscitária. Uma ágora moderna.

Byung-Chul Han, vem com um balde de água fria: “Enxames digitais não formam um coletivo responsável que age politicamente. Os ‘seguidores’ , na condição de novos súditos das mídias sociais, deixam-se adestrar em gado de consumo de ‘influencers’ espertos. Ficam despolitizados.”

É fato. Sem educação política, prevalece a intolerância, mais do que a ignorância.

Todos estão “rotulados” e teleguiados conforme suas lideranças tribais. Não há espaço para questionamentos e eventuais mudanças de rumo.

Eu sou intolerante à minha maneira: não tolero os que não sabem viver em sociedade, que não respeitam as regras de convivência.

Hoje, tristemente, desconectei (no Linkedin) várias pessoas a quem já admirei. Não por elas terem manifestado apoio ao ainda governante – o que já feria meu entendimento de humanidade, como sua defesa da tortura e da morte -, mas por não aceitarem o resultado das eleições, legítimas e democráticas. Ao contrário, defendem um golpe militar e as arruaças promovidas por tresloucados.

Essa limpeza é uma depuração de energias ruins. Que fiquem longe.

(Foto acima de Jose Maria Tomazela, publicada no Estadão)

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: