“O homem criou a morte” (Yeats)

(W. B. Yeats, 1865-1939)

O mundo gira e não nos damos conta. No entanto, às vezes, um pequeno desequilíbrio nos derruba. O equilíbrio (do mundo e no mundo) é algo dinâmico, como numa esteira rolante. Caso sua velocidade seja acelerada de forma súbita ou constantemente, provavelmente cairemos.

Este é estágio em que a humanidade se encontra atualmente: tudo mudando, vertiginosamente. A sensação é de tontura e de falta de orientação sobre os próximos passos; e a queda é iminente.

O momento requer toda nossa atenção e concentração, porém os ruídos também se multiplicam.

Resumidamente, os vórtices principais que nos ameaçam e demandam novos posicionamentos são: o crescimento e envelhecimento da população; as largas e profundas mudanças nas tecnologias; a questão do emprego e reflexos nos conceitos educacionais; as alterações climáticas; as radicalizações políticas; a hegemonia do capital e acentuação de sua insensibilidade social.

A economista Minouche Shafik debruçou-se sobre essas inquietações e colocou suas reflexões e experiência no livro “Cuidar uns dos outros – Um novo Contrato Social”.

Falarei sobre seus questionamentos e propostas nalguns posts, brevemente.

Por ora, uma sensibilização com dois poemas de William Butler Yeats (1865-1939):

MORTE

Nem temor nem esperança assistem
Ao animal agonizante;
O homem que seu fim aguarda
Tudo teme e espera;
Muitas vezes morreu,
Muitas vezes de novo se ergueu.
Um grande homem em sua altivez
Ao enfrentar assassinos
Com desdém julga
A falta de alento;
Ele conhece a morte até ao fundo —
O homem criou a morte.” (tradução de José Agostinho Baptista)

A Segunda Vinda

Girando e girando a voltas crescentes
O falcão não escuta o falcoeiro.
Tudo se parte, o centro não sustenta.
Mera anarquia avança sobre o mundo,
Marés sujas de sangue em toda parte
Os ritos da inocência sufocados.
Os melhores sem suas convicções,
Os piores com as mais fortes paixões. (…) (tradução de Paulo Vizioli)

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: