Vazio Perfeito

(Liezi, ou Lie-Tsé, ou Lie-Tsu; século V a.C.)

Liezi foi um pensador e mestre taoista. Viveu durante a dinastia de Zhou.

É considerado um dos três principais pensadores que desenvolveram os princípios básicos da filosofia taoista, juntamente com Laozi (Lao-Tsé) e Zhuangzi (Chuang-Tsu)

Sobre as origens, dizia:

“O Princípio da Geração é o Inengendrado e o Princípio da Mutação é o Imutável.

O Inengendrado possui a força de gerar e o Imutável possui a força de transmutar.

As coisas que são geradas jamais escapam da Geração. As coisas que são transmutadas jamais escapam da Mutação.

Por isso, há sempre a Constante Geração e a Constante Mutação.

Os fenômenos do mundo estão a todo instante sendo gerados e transmutados, seguindo a alternância dos Sopros Yin e Yang e das quatro estações, porém somente o Inengendrado permanece uno e idêntico consigo mesmo.

Tal como o Imutável jamais se esgota com seus movimentos infinitos de avanço e retorno, da mesma maneira, o Princípio do Caminho (Dao), em sua unidade, permanece inesgotável.”

Segundo Chiu Yi Chih, professor de filosofia chinesa e tradutor do livro “Vazio Perfeito”, de Liezi, a filosofia taoista permite que reconheçamos uma lei natural na qual se inclui a dimensão da existência humana. Compreender essa lei é alcançar uma visão ampliada e holística do Todo. Significa que por detrás de cada fenômeno de mudança é possível reconhecer um Princípio Imutável – que Liezi chama de “Inengendrado” – que transcende a realidade mutável, efêmera e ilusória das coisas.

“Tudo que tem forma se desvanece.

O Caminho (Dao), em sua condição originária, completa seu percurso retornando ao que é sem-princípio e penetrando no Vazio.

O que tem vida retorna àquilo que é sem-vida. O que tem forma retorna àquilo que é Informe. (…)

O que é suscetível à morte necessariamente findará, tanto como o que é suscetível à vida jamais deixará de nascer e viver.

Se alguém deseja que a vida perdure eternamente, estará totalmente iludido.

Pois, assim como o Espírito pertence ao Céu, os ossos pertencem à Terra.”

Um dos contos de Liezi:

Lin Lei Nian já tinha cem anos.

Confúcio o avistou e disse a seus discípulos: ‘Aquela pessoa idosa é alguém com quem se pode conversar’.

Um deles dirigiu-se ao ancião: – ‘O senhor não sente remorso? Como pode caminhar, ora cantando, ora colhendo espigas?’

Continuou: – ‘Quando jovem, o senhor não se esforçava na prática da Virtude, quando adulto também não competia por fama e sucesso; quando velho, não teve esposa e filhos. A morte já está se aproximando. Assim, que espécie de felicidade é essa que ainda o deixa caminhar, ora cantando, ora colhendo espigas?’

‘Tenho a mesma felicidade, como as outras pessoas’, disse o ancião, sorrindo.

‘Porém, elas têm muitas preocupações. Durante a juventude, não me esforcei na prática da Virtude e, na idade adulta, não competi por fama e sucesso, e justamente por esse motivo, hoje, posso viver com longevidade. Justamente porque não tenho esposa e filhos é que nesse momento, em que se aproxima a morte, sou feliz.’

‘As pessoas estimam a vida longeva e detestam a morte. Por que razão você considera a morte como felicidade?’, perguntou o discípulo.

‘A morte e a vida são um contínuo ir e retornar’, disse o ancião.

‘Por isso, se a morte está aqui, por que a vida também não estará nesse mesmo lugar? Então, como eu não teria conhecimento de que a morte e a vida seriam a mesma coisa? Como também não saberia que o apego excessivo à vida seria uma mera ilusão? E que a morte atual seria até melhor do que a própria vida?’

Confúcio comentou: ‘Ele, embora tenha encontrado a felicidade para si mesmo, ainda não a esgotou completamente.'”

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: