Mais perguntas

O Modelo-Padrão da Física de Partículas é um dos mais bem-sucedidos da Física
(Modelo Padrão)

O que seria das respostas se não houvessem as perguntas? Vagariam por aí eternamente?

Há, entretanto, ainda, muitas perguntas catando respostas por aí.

Exemplos: Deus, quem ou o quê? Matéria e energia escuras, por que não são mais claras? O Big Bang é cíclico ou terminal? O tudo embarca o nada ou o nada é gerador de tudo? etc.

O verso de Keats, na sua Ode sobre uma Urna, “A beleza é verdade, a verdade beleza” – isto é tudo que sabemos na terra e que importa saber”, é uma referência à Simetria?

Uma pergunta interessante, levantada por Ian Stewart:

“O Universo é matemático de verdade? Seus aspectos aparentemente matemáticos são invenções humanas?

Ou será que ele nos parece matemático porque a matemática é o aspecto mais profundo de sua natureza infinitamente complexa que conseguimos entender?”

A questão mais geral é: “como a ciência descobriu aparentes ‘leis’ da natureza e por que a natureza parece falar na linguagem da matemática?”

Uma dessas leis, ainda aceita, é o Modelo Padrão da física de partículas. Será engolido pela teoria das cordas e seu multiverso?

O Modelo Padrão descreve as partículas fundamentais que constituem “toda” a matéria e, as forças fundamentais nuclear forte, nuclear fraca e eletromagnética. Não consegue, entretanto, encaixar a gravidade para chegar à Teoria de Tudo. Antes, a relatividade geral e a mecânica quântica precisam se entender.

Essa Teoria de Tudo permitiria a consagração da causalidade em todos os fenômenos, marginalizando o ‘imprevisto’, o ‘acaso’, a ‘incerteza’, as ‘chances probabilísticas’? Laplace seria entronizado, com seu determinismo, por conta de sua expressão de 1814:

“Um intelecto que em um certo momento pudesse conhecer todas as forças que estabelecem a natureza em movimento, e todas as posições de todos os temas que essa natureza compõe, se esse intelecto fosse também tão suficiente para apresentar esses dados em uma análise, que pudesse unir em uma simples fórmula os movimentos dos grandes corpos do universo e o muito pequeno do átomo; para esse tipo de intelecto nada será incerto e o futuro como o passado seria o presente para esses olhos.”

De acordo com o Modelo Padrão há duas classes de partículas fundamentais: férmions e bósons.

Os férmions se subdividem em hádrons (“pesados”) e léptons (“leves”).

Para cada um desses grupos, parodiando Aldir Blanc e João Bosco, são seis pra lá, seis pra cá.

Os hádrons são partículas compostas, formadas por ligações de quarks. Estes, à falta de imaginação – ou por excesso – são tipificados em “sabores”: up, charm, top, down, strange e bottom.

Entre os léptons estão o elétron, o múon e o tau e seus respectivos neutrinos.

No meu tempo de estudante era mais simples; jurávamos que só havia prótons, nêutrons e elétrons.

Acontece que os princípios de Simetria têm papel fundamental em leis da natureza dotadas de propriedades que permanecem inalteradas sob certas transformações.

A simetria tem relação com leis de conservação: para toda simetria, existe uma grandeza física que permanece constante, provou Emmy Noether.

Mas, as três simetrias (carga, paridade e inversão temporal) são violadas no Modelo Padrão. Uma dessas violações é a que mostra que a natureza privilegia levemente a matéria em detrimento da antimatéria.

Outro exemplo ocorre com neutrinos (são três – do elétron, do múon e do tau -, lembram?): eles podem mudar de personalidade, ou seja, oscilar de um tipo em outro. Não há explicações para isso.

“Devemos nossa própria existência a essa ‘anomalia’ da natureza, que permitiu que uma diminuta fração de matéria – um átomo a cada dez bilhões deles, segundo Andrei Sakharov – sobrevivesse à aniquilação entre matéria e antimatéria nos primeiros instantes do universo e não virasse radiação (luz)” (Alvaro Gomes, UFTM)

Muito bem, chegamos até aqui. Acrescento mais uma questão: mais pro bem ou mais pro mal?

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: