Inventividade

A INVENTIVA BRASILEIRA NA VIRADA DO SÉCULO XIX PARA O XX COLEÇÃO  PRIVILÉGIOS INDUSTRIAIS DO ARQUIVO NACIONAL BRAZILIAN INGEN
(Forno para fazer cimento hidráulico)

“Cunha Sales, inventor do Pantheon Ceroplástico, teve certamente a idéia de só gastar cera com bons defuntos; mas acaba de aprender que a podia gastar com piores.
Não falo dos propriamente mortos, mas dos vivos, a quem quis ensinar história por meio de uma vista de pessoas históricas.

Não podendo fazê-lo de graça, estabeleceu uma entrada, creio que módica: é o que faz qualquer escola de primeiras letras. As mesmas Faculdades libérrimas aceitam o custo da matrícula. A diferença é que alguns dos espectadores do Ceroplástico recebem um prêmio.

Creio que foi esta circunstância que lembrou ao governo mandar anular a patente que deu ao inventor. Mas quem é que perdeu o direito de distribuir uma parte do seu ganho? Por dá-lo todo, estão alguns no Flos Sanctorum (biografias de santos); o nosso inventor, por ficar com uma boa parte, está no Index.”

Assim registrava Machado de Assis, em 29 de março de 1896, a respeito do inventor pernambucano José Roberto da Cunha Sales (1840-1903). O Pantheon Ceroplástico era um museu de cera, nos moldes do da Madame Tussaud, aberto em 1835.

Na virada do século XIX para o XX, houve uma explosão de ‘inventos’ aqui no Brasil, conforme dados do Arquivo Nacional, espelhando as preocupações da época. A maior parte destinava-se ao setor agrícola. Mas, tinha de tudo: patentes em artes gráficas, embalagens, alimentação, vestuário, artigos de toucador, mobiliário, materiais de construção, propaganda, iluminação, utensílios domésticos, decoração, jogos recreativos e educativos.

Havia, também, propostas de produtos e inventos ‘excêntricos’, como a utilização da energia solar, metrô de superfície como opção para o transporte coletivo urbano, uma ponte ligando o Rio de Janeiro a Niterói, os cinematógrafos e fonógrafos, vários sistemas de refrigeração de armazéns e silos, novas fibras vegetais para a indústria têxtil e de papel, inovações nos sistemas de impressão a cor, dirigíveis, submarinos, até uma cidade flutuante, datada de 1902, destinada a abrigar a população das cidades em épocas de epidemias, de intenso calor ou para o transporte de tropas através do litoral brasileiro.

Outros inventos originais eram os abanos acoplados a cadeiras de balanço, o toldo para que as bicicletas pudessem circular em dias de muito calor, o banho portátil, que poderia ser acoplado a qualquer torneira e, o ‘Telégrafo Vocativo Cambraia’, de 1909, que propunha um sistema de comunicação à distância, utilizando-se ‘das almas e espíritos que vagam pela estratosfera’, talvez referindo-se aos atuais satélites de comunicação.

Entre esses ‘inventores’, estava Cunha Sales. Foi, supostamente, o brasileiro que mais apresentou pedidos de patentes: 26 processos.

Ele se intitulava médico, advogado, poeta, empresário de cinema, comerciante, ilusionista, químico industrial e curandeiro. Chegou a ser juiz, sendo exonerado por corrupção.

Estudiosos o consideram uma figura fascinante e folclórica. Um charlatão, inteligente e criativo. Exemplo: mal o cinema fora inventado, em 1895, ele pediu sua patente.

Ele, e o empresário italiano Pascoal Segretto, inauguraram a primeira sala de cinema do Brasil.

Entre os seus pedidos de patente, destacam-se o ‘Sabão Mágico’, contra espinhas, sardas e manchas e, a ‘Lavagem Americana’, que lavava roupa sem sabão.

Foi preso e processado várias vezes. Dizem que morreu louco.

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: