“Meu quarto está cheio de vigas quebradas de luz”

field notes ➤ Alexander Posey, 1905 – Mvskoke Country
(Alex Posey)

Nas colinas do amanhecer (Alexander Posey)


“Veja, a taça azul-celeste da ipomeia
É minha para beber o néctar
Naquela manhã, derramamento de orvalho prateado,
E música sobre os ventos que cortejam
E suspirar seus votos
Entre os ramos!

Eis que sou rico em diamantes raros,
E pérolas, e respirar um ar dourado;
Meu quarto está cheio de vigas quebradas
De luz; minha vida é uma de sonhos,
Na minha cabana em
As colinas do amanhecer.”

Alexander Posey morreu aos 35 anos, em 1908, afogado, ao tentar cruzar um rio. Seu corpo foi encontrado uma semana depois. Era poeta, humorista e jornalista.

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: