Perguntaram a Bakunin quem foi o primeiro anarquista e ele respondeu: “Foi Adão, é claro, ele se rebelou contra a autoridade de Deus; quem se insurge contra qualquer autoridade é um anarquista”.

A inutilidade das Leis – Piotr Kropotkin – APOTEOSE MENTAL
(Peter Alexeyevich Kropotkin, 1842-1912)

Kropotkin era um príncipe. Mas, renunciou a este título da nobreza. Preferiu o anarquismo. Atuou como sociólogo, geógrafo, filósofo, economista, cientista político, escritor, historiador e biólogo. Vamos falar um pouco sobre o biólogo.

Em 1866, ele e dois amigos, viajaram para o leste da Sibéria pela aventura de encontrar uma hipotética mina de ouro indicada num mapa desenhado em uma casca de árvore com a ponta de uma faca por um caçador. Era um trabalho de ‘geógrafo’. De fato, suas descobertas transformariam a compreensão da geografia do norte da Ásia.

Kropotkin tinha, também, outros interesses, como biólogo. Queria elementos para contestar Thomas Huxley, “o buldogue de Darwin”, que acreditava, a partir da Teoria da Evolução de Darwin (1859), que “os seres humanos são brutais e competitivos e sua sociabilidade é apenas um verniz recente, racionalizado pelo interesse próprio”. A natureza como um “show de gladiadores”.

Isso reforçava as opiniões sobre a natureza humana e a economia política definidas por Thomas Hobbes e Thomas Robert Malthus: a vida era uma luta sem fim por recursos escassos. E, principalmente, Herbert Spencer que aplicou a seleção natural à economia, com sua infame “sobrevivência do mais apto” para justificar o capitalismo laissez-faire; o “darwinismo social“.

Kropotkin observou que “havia dependência mútua entre carnívoros, ruminantes e roedores em sua distribuição geográfica; testemunhamos vários fatos de apoio mútuo, mas fatos de real competição e luta entre animais superiores da mesma espécie raramente passavam por mim, embora eu os procurasse ansiosamente.” Isso não era exceção; era a regra.

Ele coletou descrições de todo o mundo dos comportamentos sociáveis ​​de formigas, abelhas, cupins, falcões, andorinhas, cotovias com chifres, pássaros migratórios, gazelas, búfalos, colônias de castores, esquilos, ratos, bandos de focas, manadas de cavalos selvagens, matilhas, marmotas, chinchilas, bem como gorilas e macacos. Escreveu:

“Quando subimos na escala da evolução, vemos a associação crescendo de forma cada vez mais consciente. Ela perde seu caráter puramente físico, deixa de ser simplesmente instintiva, torna-se racional.”

Kropotkin baseou-se na biologia, sociologia, história, etnologia (antirracista) e antropologia para argumentar que as espécies podem se organizar e cooperar para superar o ambiente natural e garantir sua sobrevivência futura.

É a ideia de ‘Ajuda Mútua‘: o princípio do apoio mútuo e da cooperação entre as espécies constituindo um fator de sobrevivência e progresso. A cooperação mútua, muito mais do que a competição, ajuda o homem a lidar com a natureza. Junto com a compaixão, os seres humanos poderiam superar a luta competitiva reestruturando e descentralizando voluntariamente a sociedade ao longo de princípios de comunidade e autossuficiência.

Muitos biólogos agora atribuem a Kropotkin o alicerce para todos os estudos subsequentes de altruísmo e mutualismo na seleção natural, e delineando uma estrutura epigenética na qual a hereditariedade e o desenvolvimento são essenciais para o processo de mudança evolutiva. Ativistas sociais e anarquistas abraçam sua refutação sonora do valor político da competição.

 

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: