Incentivo não é o mesmo que motivação

Frederick Herzberg e a Teoria dos dois factores - Portal Gestão
(Teoria dos dois fatores)
Frederick Herzberg biography, quotes, publications and books | ToolsHero
(Frederick Herzberg)

Fred Herzberg estudou por muito tempo a motivação no trabalho. Chegou a um esquema que chamou de “Teoria dos dois fatores” que distingue dois grupos que a influenciam, um externo às pessoas e um interno.

Aos externos, intitulou “fatores de higiene ou extrínsecos”; aos intrínsecos, “fatores de motivação”.

Os de higiene, ou elementos de trabalho, se não forem feitos corretamente deixam as pessoas insatisfeitas. São coisas como status, compensação financeira (incentivos financeiros), segurança (potencial de estabilidade) no emprego, condições de trabalho, políticas da empresa, métodos de supervisão, o clima de relações entre a direção e os funcionários, os regulamentos internos, as oportunidades existentes, política salarial e de benefícios etc.

Se o chefe é manipulador, fraco, falso, se responsabiliza o empregado por erros que não decorreram da ação ou omissão do empregado, são exemplos de comportamentos insuportáveis.

Má higiene causa insatisfação. Mas, se esses fatores de higiene forem substancialmente melhorados, as pessoas não passarão automaticamente a ‘amar’ a empresa. Deixarão de odiá-la.

O oposto de ‘insatisfação no trabalho’ não é ‘satisfação no trabalho’. É apenas uma ‘ausência de insatisfação no trabalho’.

Observem que salários justos e incentivos financeiros são fatores higiênicos: não motivam; evitam a insatisfação.

Os fatores motivacionais são próprios de cada um, são internos e incluem: trabalho desafiador, reconhecimento, responsabilidade e crescimento pessoal.

Um sentimento de que se está fazendo uma contribuição significativa para o trabalho surge de condições intrínsecas do próprio trabalho e, requer atitudes gerenciais que o estimulem e o reconheçam grupalmente. Aliás, esse é um dos segredos da Cultura Lean.

Motivação tem menos a ver com o conjunto institucional de ‘estímulos’ externos (frames) do que com o que está dentro de você, e com seu despertar.

O potencial de realização de cada trabalhador é anulado, ou reduzido, por políticas deliberadas das empresas que se apegam a aspectos formais ou não se apercebem que lidam com pessoas, entes complexos.

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: