“Libertados e educados”

Czesław Miłosz: autor necessário ao Brasil – Diário do Rio Claro
(Czeslaw Milosz)

Em janeiro de 1945, Czeslaw Milosz foi guiado por uma jovem que portava uma submetralhadora. Estava liberado do domínio da Alemanha. Passava ao domínio da Rússia. Ele seria, então, um dos milhões de europeus a ser “libertados e educados”.

Mudar de tirano era dito como ‘libertação’. Doutrinação política era ‘educação’.

As palavras vão à frente, numa primeira – e contínua – tentativa de subordinação.

“O gênio indomável que surge uma vez ou outra não significa nenhuma ameaça, pois a paz é rapidamente restituída após as prisões em massa de todos os participantes. Eles são, todavia, sinais luminosos de que o descontentamento chegou a um nível de tensão que encontra uma válvula de escape apenas nos atos desesperados. Um ataque requer o mínimo de organização. Nada torna os dialéticos do partido mais preocupados do que isso. Os trabalhadores são a única classe capaz de uma ação organizada. Nenhuma ação, contudo, é possível sem a presença de um líder. Se os líderes ponderam corretamente, ou seja, entendem as necessidades do processo histórico, então os trabalhadores como massa não serão capazes de protestar.”

O povo como massa, não pensa, se deixa conduzir pelos líderes, para o bem ou para o mal.

A ilusão do intelectual é achar que o povo pensa, embora espere que não pense.

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: