Vastidão incomensurável

(The cosmic microwave background (or CMB) as seen by the ESA’s Planck space-based observatory. The CMB fills the entire Universe and is leftover radiation from the Big Bang. Courtesy ESA/Planck.)

“O espaço está se expandindo. Desde o Big Bang, e não para em breve.

Se você olha para uma galáxia muito, muito longe, não apenas precisa levar em consideração que a imagem que está vendo é antiga, mas também deve considerar o fato de que ela não está mais onde estava quando a viu.

Digamos que você veja uma supernova explodir, em uma galáxia a um bilhão de anos-luz de distância. A supernova acabou de explodir ou explodiu há um bilhão de anos atrás?

Você pode ficar com a última questão, porque a luz viaja para nós há um bilhão de anos, mas como não havia como observá-la naquela época, significa dizer que ela se apagou no passado?

E aquela galáxia de bilhões de anos-luz de distância – a que distância está realmente? Talvez um bilhão de anos atrás estivesse a um bilhão de anos-luz de distância, mas o Universo tendo se expandido todo esse tempo, agora deve estar muito mais longe.

Que distância usamos?”

Veja o ensaio:

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: