Um Universo que veio do nada

Este é o título do livro de Lawrence Krauss, de 2012. O subtítulo é: “Porque há criação sem Criador”. Portanto, não é recomendável para os que levam muito a sério o “processo de criação” determinado por sua religião.

“Se você pegar o universo, tudo o que vemos, estrelas, galáxias e aglomerados e, se livrar disto, o universo será essencialmente o mesmo. Nós constituímos 1% de pedacinho de poluição. Em um universo em que existe cerca de 30% de matéria escura e 70% de energia escura, somos completamente irrelevantes.”

O espaço e o tempo podem aparecer de forma espontânea. O Universo veio do nada, naturalmente e inevitavelmente, afirma Krauss.

O Universo, a partir do que podemos medir, seria plano. E, em um Universo plano, a energia gravitacional média de todo objeto que participa da expansão é zero.

Nessas condições, a energia do espaço vazio (nada) é convertida na energia de ‘algo’. Essa energia do espaço vazio seria a energia escura.

Esse argumento é o que tenta demonstrar no seu livro, não muito conclusivo, na minha opinião.

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Um comentário em “Um Universo que veio do nada

Deixe uma resposta para suzanacavalcanti Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: