Abelhas

Karl von Frisch - Wikipedia
(Karl von Frisch, 1886-1982)

Há mais de 25.000 espécies de abelhas conhecidas, mundo afora, exceto na Antártida. No Brasil, seriam 214 espécies diferentes. Ela existem há cerca de 400 milhões de anos; o homo sapiens, há apenas 350 mil anos.

Na mitologia grega, as abelhas são referidas como “filhas de Aristeu”. Aristeu era considerado o pioneiro da apicultura.

Sua presença aumenta consideravelmente a produtividade das culturas agrícolas. Para a polinização, a diversidade de espécies é mais importante do que a quantidade de abelhas.

Por quase toda sua vida, Karl von Frisch, como professor de Zoologia da Universidade de Munique, estudou o comportamento das abelhas, principalmente seus processos de comunicação.

A abelha, ao voltar depois de uma descoberta de alimento é imediatamente rodeada pelas companheiras. Estas coletam, através de suas antenas, o pólen que a primeira trouxe, ou absorvem o néctar que ela vomita. Depois, inicia uma dança, a comunicação. Começa a traçar círculos da direita à esquerda e depois, da esquerda à direita, sucessivamente.

Há outra dança, acompanhada por uma vibração contínua do abdômen – uma espécie de ‘dança do ventre’ – imitando a figura de um 8: ela voa reto, depois descreve uma volta completa para a esquerda; novamente voa reto, recomeça uma volta completa para a direita, e assim por diante.

Feito isso, uma ou mais abelhas deixam a colmeia e vão diretamente para a fonte que a primeira havia visitado. Voltam à colmeia, fazem as mesmas danças e, novas abelhas voltam à fonte. Logo, centenas de abelhas estarão no local identificado pela primeira.

Como elas sabem onde está a fonte localizada pela primeira?

Com uma paciência incrível, Karl von Frisch descobriu que a primeira dança, a circular, indica que o local do alimento deve ser procurado a pequena distância, num raio de cem metros aproximadamente ao redor da colmeia.

A outra dança, a do 8, significa que o ponto está situado a uma distância superior, entre cem metros e até seis quilômetros! Nesta dança, há a informação da distância e a da direção. A distância está implícita pela quantidade de figuras desenhadas num tempo determinado. Quanto maior é a distância, mais lenta é a dança. Quanto à direção, esta é assinalada pelo eixo do “oito” em relação à posição do sol (mesmo que o tempo esteja encoberto). Fantástico, acho!

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Um comentário em “Abelhas

  1. Conhecemos muito pouco dos mistérios da natureza.
    Também acho fantástico este meio de comunicação.
    Não entendermos que todos os seres vivos, de alguma forma ou de outra, tem consciência ou querermos comparar com padrões humanos, é no mínimo um erro.
    Como podemos querer enquadrar o que chamamos de consciência de seres de outra espécie aos nossos padrões?
    Ou até mesmo o que chamamos de inteligência?
    Outro belo texto meu estimado Amigo e Mestre.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: