A ausência de futuro já começou

(Günther Anders, 2007)

Flannery O’Connor disse certa vez: “toda história tem começo, meio e fim, mas não necessariamente nessa ordem.”

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo
(Déborah Danowski e Eduardo Viveiros de Castro)

Costumamos nos perceber no meio de uma narrativa, com o fim à vista; o eterno “fim dos tempos”. O fim chegará, como um novo começo. Rupturas são inevitáveis, como mudanças de padrões. Perda de referenciais – e de sustentação.

O mundo segue em marcha para uma transformação – lenta, gradual e desapercebidamente – até atingirmos um ponto de inflexão, quando o quadro do regime termodinâmico do planeta se acelerará. E veremos no que dará. Uma nova ‘civilização’ se erguerá sobre as ruínas da que não chegou a ser? O Sistema Terra continuará nos acolhendo, apesar de nossas conscientes agressões às geosfera, hidrosfera, atmosfera e biosfera?

E se, ao invés de uma civilização novinha em folha, vier a barbárie prevista por Isabelle Stengers, que poderá ser tanto mais bárbara quanto mais o sistema tecno-econômico dominante (o capitalismo mundial integrado, como o conhecemos) continue seu ‘voo para a frente’ (‘fuite en avant‘)?

“… a humanidade está longe de perceber a urgência e a extensão dessa catástrofe, da qual a atual pandemia é uma pequena amostra”, vem alertando Déborah Danowski e Eduardo Viveiros de Castro. “Não tem mais mundo pra todo mundo”, completa.

O homem aceitará se “inserir” como hóspede ao invés de assumir-se como ‘senhorio’ do que não lhe ‘pertence’? Tratará bem os que lhe dão guarida e sustento? Pedirá perdão pelo ‘colapso ecológico’?

Mudaremos nosso conceito do que seja “exploração”, desassociando-o da noção de destruição? Abandonaremos nossa estratégia de ataque, como num jogo de xadrez – cujo objetivo é “derrubar” – ou a do ‘wei qi‘ (na China; ‘go’, no Japão), a estratégia de cerco do oponente?

Publicado por Dorgival Soares

Administrador de empresas, especializado em reestruturação e recuperação de negócios. Minha formação é centrada em finanças, mas atuo com foco nas pessoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: